Biografia de Pattie Boyd
A PRIMEIRA ESPOSA DE GEORGE HARRISON

       Patricia Anne Boyd nasceu no dia 17 de março de 1944. Ela foi a Londres pela primeira vez em 1962 tentar a vida como modelo e chamou a atenção do público quando apareceu numa série de comerciais de TV. Os comerciais foram produzidos por Dick Lester e ele foi chamado para fazer o primeiro filme dos Beatles, A Hard Day´s Night. Ele chamou Pattie para ser uma das garotas colegiais que encontravam os Beatles num trem que estava indo de Liverpool à Londres. George Harrison ficou encantado por ela e disse que ela lembrava a sua atriz favorita, Brigitte Bardot. O romance desabrochou e ela se mudou para sua mansão em Esher, onde ele a pediu em casamento no Natal de 1965.


Pattie Boyd em uma cena do filme A Hard Day's Night

       Ela era uma figura popular entre as adolescentes e escrevia uma coluna entitulada "Pattie´s Letter From London", a qual falava sobre a cena do rock em Londres para a revista americana "16 Magazine". Ela e Harrison se casaram no cartório Epsom, em Surrey, dia 21 de janeiro de 1966 e passaram a lua-de-mel em Barbados. Enquanto George estava ocupado com turnês, Pattie começou a se interessar por coisas espirituais (e decidiu largar a sua carreira de modelo) e foi a 1ª pessoa do círculo dos Beatles a entrar no movimento de recuperação espiritual do Maharishi, encorajando todos a irem a uma palestra dele no Hotel Hilton, em Londres, no dia 24 de agosto de 1967, logo após seu recente retorno da viagem que fizera com Harrison para a california. Ela era muito bonita e foi provavelmente a maior inspiração de George para suas canções, incluindo "Something", "For You Blue" e "It´s All Too Much". Ao passar dos anos, no entanto, o casal começou a enfrentar problemas. Quando eles moravam em Friar Park, Pattie se apaixonou pelo melhor amigo de George, o guitarrista Eric Clapton. Magoado e enciumado, George se esforçou para manter Pattie em seus braços, proibindo-a de ver Clapton, que confessou ama-la. Clapton escreveu uma canção declarando seu amor, que foi inspirada nem um livro persa chamado Layla And Majnun. A canção "Layla" foi incluída no álbum que Eric fez sob o pseudônimo Derek & The Dominoes e George foi convidado a tocar nele. Pattie começou a ficar isolada em Friar Park. Depois de 6 anos de casamento eles não tiveram nenhum filho e Pattie queria se tornar modelo novamente. No final de 1973 ela voltou à sua carreira, contra a vontade de George. De repente, Pattie deixou George e fugiu com Clapton quando ele saiu em turnê pelos Estados Unidos em 1974. Depois eles fizeram as pazes para que a separação não fosse tão dolorosa. George então: "Eu prefiro que ela esteja com ele do que com qualquer outra pessoa". Pattie se divorciou de George em 1977 e casou-se com Eric Clapton no dia 27 de março de 1979 em Tucson, Arizona. A festa foi na casa de Clapton, numa vila de Ewhurst. George e sua então esposa Olívia estavam entre os convidados, que incluía Paul McCartney, Ringo Starr, Mick Jagger e Elton John. Pattie e Eric ficaram casados por 7 anos e então se separaram em 1986.